quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Será que o limão emagrece?




Dieta do tomate, da beterraba, da pimenta, da laranja... Enfim. Se alimentar por períodos longos de um único item e obtiver o resultado de emagrecimento não é nenhuma surpresa. Muitas pessoas tem se submetido a métodos e dietas malucas em busca do emagrecimento rápido. No entanto, não é de uma hora para outra que os resultados aparecem. Ter um corpo magro é resultado de uma longa jornada, que precisa ser muito bem planejada.
Muitas dietas são encontradas nesse blog a título de informação. Porém, fica sempre um alerta. A seqüente ingestão dos mesmos alimentos pode lhe causar problemas. Uma das dietas tidas como milagrosas é a do Limão. Desde os anos 1980, a fruta é conhecida por afinar a cintura e acabar com a gordura localizada no abdômen. O item já foi até alvo de livros, todavia, sozinho ele não consegue lhe levar ao resultado desejado, pior, pode lhe tirar a estabilidade da saúde e ocasionar problemas graves.
Seja, colocando-o em outras receitas ou então, tomando seqüentes sucos, o limão é uma fruta muito ácida, que se consumida em demasia, pode agredir ao estômago e provocar até o aparecimento de úlceras.
Como todas as dietas, o limão não deve ser consumido em excesso. Bastam umas duas ou três unidades por dia, aliada a uma grade alimentar diversificada, que os resultados poderão aparecer.

Veja o Segredo do Limão segundo o site da revista Boa Forma.

“Pode-se dizer que é o ácido cítrico que dá ao limão os principais poderes emagrecedores. As frutas da mesma família, como a laranja e a mexerica, também carregam esse ácido. Mas o limão é campeão. E essa substância não é fraca. "O ácido cítrico tem ação adstringente, agindo como se fosse um detergente dissolvendo toxinas e gorduras", afirma Daniela Jobst. O sabor azedo dá a ideia dessa fruta aumentar a acidez no organismo. Mas não é o que acontece: o limão tem ação alcalinizante (outro mérito do ácido cítrico) e, por isso, deixa o pH do sangue e de outros líquidos corporais menos ácidos. Isso favorece o funcionamento do metabolismo e do organismo como um todo, facilitando a perda e a manutenção do peso. Por ter ação antisséptica (de novo, por causa do ácido cítrico), ele ainda combate os microrganismos inimigos que provocam fermentação no estômago e no intestino. Ou seja, é um alimento que pode evitar o acúmulo de gases.”

Receba por e-mail