sexta-feira, 14 de junho de 2013

Escolas para autistas – Normal ou especiais







Escolas comuns e escolas especiais. Os pais de crianças autistas tem essa dúvida. Existem prós e contras no processo e toda decisão precisa ser pensada em suas especificidades.

Escolas normais para inclusão de autistas

Pais de autistas tem uma dúvida muito grande para colocar seus filhos em escolas. Em se tratando de escolas convencionais, o que é preciso é ver o quadro de autismo do indivíduo. Crianças com quadro avançado terão dificuldades de aprendizagem e podem sofre booling do resto da classe. Em casos assim, é preciso conhecer os colegas do seu filho, a atenção das professoras e se a escola estará disponível a ajudar o autista em qualquer dificuldade. Existem casos no Brasil de extremo sucesso de autistas que vencem preconceito, estudam em escolas normais e são bem sucedidos profissionalmente.

Vá até a escola, fale do seu pequenino e veja se será útil colocá-lo nessa instituição.



Escolas especiais para autistas

Os autistas, muitas vezes vão para as APAES, que é a escola especial mais comum em todo o Brasil. No entanto, em alguns casos ele pode ser inserido na escola normal. Nas Apaes, ele ganhará toda atenção necessária, no entanto, não terá grandes expectativas quanto ao mercado de trabalho.

No Brasil, hoje, já existem escolas especializadas em autistas. Essas podem receber as indicações todas, mas ainda não pouco comuns e há localidades que não tenha nenhuma  unidade.

Quando o assunto é a educação do autista, a principal coisa a se fazer é identificar o estágio do problema. O seu médico de confiança lhe indicará os melhores caminhos e se a criança for capaz, poderá vencer em uma escola normal, tendo resultados até mais expressivos que alunos ditos, comuns.

Receba por e-mail