sábado, 2 de março de 2013

Tudo sobre a vitamina A





Saiba pra que elas servem e como manter os níveis ideias


Antigamente, não era possível denominar cientificamente uma vitamina. Sendo assim, decidiu-se dar a cada vitamina uma letra.

Classificaram-nas de A a U, excluindo o J.

Algumas, todavia, mudaram de nome, como a vitamina B, que virou um complexo vitamínico, ou vitamina M (B9).

A vitamina A é, talvez, a mais importante. Chama-se retinol e é facilmente transformada no corpo humano em ácido retinoico, que é a forma efetiva.

Uma evidente função da bitamina A é como um grande composto das proteínas (chamadas rhodopsin) dos olhos, que reagem à luz e tornam a visão possível. A maior parte das funções dessa vitamina, entretanto, é realizada por seus receptores, que são fatores de transcrição da família de receptores nucleares. Por estes receptores, o ácido retinoico pode afetar quase todas as funções na célula humana. Sabendo isso, é simples entender porque a vitamina A deve ser consumida em quantidades normais.


Estudos mais recentos vêm mostrando que a vitamina A age como antioxidante (combate radicais livres que aceleram o envelhecimento e estão associados a algumas doenças). Porém, recomenda-se cautela no uso de vitamina A, pois em axcesso, ela se torna prejudicial ao organismo.

Pela ingestão excessiva podem ocorrer: pele ressecada e escamativa, fissuras nos lábios, ceratose falicular, dores ósseas e articulares, dores de cabeça, tonturas e náuseas, queda de cabelos, cãibras, lesões hepáticas e interrupções do crescimento.

Podem surgir também falta de apetite, edema, cansaço, irritabilidade e sangramentos.

A avitaminose, que está relacionada com a carência de vitamina A, é chamada xeroftalmia e pode causar a cegueira noturna, má adaptação visual em ambientes pouco iluminados (hemaralopia), sensibilidade a luz (fotofobia), redução do olfato e do paladar, ressecamento e infecção na pele e nas mucosas (xerodermia), espessamento da córnea e até câncer nos olhos.


Onde encontrar a Vitamina A?

Os alimentos ricos em beta-caroteno incluem as cenouras, os vegetais de folhas verde escuro e amarelas (espinafres e brócolis), abóboras e melões. Segue uma lista de alguns alimentos ricos em Vitamina A: fígado, manteiga, leite, gema de ovos, sardinha, queijos gordurosos, iogurte, óleo de fígado de peixe ou bacalhau, abacate, acelga, caju, pêssego, mamão, escarola, chicória...

Dose recomendada: 1mg por dia para pessoas normais.

Receba por e-mail