segunda-feira, 2 de julho de 2012

Tudo sobre os PRESERVATIVOS





Conheça os tipos, saiba como usar, descubra mitos e veja como comprar ou pegar gratuitamente as suas camisinhas.



Sexo seguro é o mais indicado e camisinha

não pode ser deixada de lado
Muitas pessoas remetem o uso da camisinha a gravidez. Quem usa a camisinha, está evitando ter filhos no futuro. Apesar disso ser uma verdade, há muito mais sobre o tema do que está simples assimilação.

O preservativo já surgiu há muito tempo e as pessoas muitas vezes evitar usá-lo. Isso pela afirmação de que o sexo é mais gostoso sem ele. De fato, existe uma diferença, mas a saúde é sempre mais importante que segundos de intenso prazer.

Para aqueles que não usam por desconforto, existem diferentes preservativos. Tanto o feminino, como o masculino. Existem, ainda, casais, que utilizam os dois na mesma relação.

Já para aqueles que transam sem camisinha porque a mulher da relação toma anticoncepcional, cuidado! O preservativo também previne as DSTs, o que o comprimido não faz. Veja mais sobre o tema.

O que é um preservativo?

Pode-se dizer que o preservativo é o método contraceptivo mais utilizado em todo o planeta. Além de contribuir com o planejamento das família no que se refere aos filhos, ele ajuda na prevenção e reduz o risco de transmissão de doenças sexualmente transmissíveis DSTs.

Para que serve um preservativo?

Também conhecido com camisinha, o preservativo é usado na maioria das vezes para impedir que as mulheres fiquem grávidas. No entanto, ele ainda é fundamental para a prevenção de vários doenças:

Prevenção contra DSTs

Em relação ao preservativo de látex, é possível:

Reduzir a transmissão de SIDA/HIV – O uso precisa ser regular e indispensável. Não adianta o casal usar em dez relações seguidas e em uma próxima não utilizar. Em apenas uma relação, a AIDS pode ser transmitida.

Reduz a incidência de gonorreia – muitos homens sofrem com esse mal e o tratamento, além de demorado, é muito desconfortável.

Reduz o risco de transmissão de Chlamydia trachomatis, tricomoníase e sífilis.

Reduz o risco de manifestações relacionadas com o HPV.

Cuidados com o preservativo.

Camisinha é usada para diversão, mas é um tema sério. Muitas vezes, os afobados a colocam de qualquer jeito e usam qualquer tamanho. É preciso ter alguns cuidados. Segundo estudos, o látex tem taxa de quebra que oscila entre 0.4 a 2,3%. Os mesmos números valem para os deslizamentos.

Quando for escolher um preservativo, o homem deve levar em consideração o tamanho do seu pênis. Existem camisinhas pequenas e também as grandes. Se você for comprar uma e seu parceiro não for dos maiores, não adianta pedir tamanho G por que a menina do caixa está te olhando. Peça uma pequena. A camisinha precisa se ajudar perfeitamente ao tamanho do pênis, pois se isso não ocorrer, ela pode ficar frouxa e cair durante a relação, o que traz todos os riscos de transmissão de doenças a tona.


Como colocar uma camisinha?

Depois de comprar na loja ou pegar sua camisinha do tamanho certo no posto, é preciso ter calma para coloca-la.

Antes de abrir a camisinha, é preciso olha a sua data de validade e também os seos de procedência. Não compre material duvidoso e jogue as camisinhas vencidas no lixo.

A abertura da embalagem também é muito importante. Não pode ser usada uma tesoura, muito menos rasgar o pacote com os dentes. Isso pode danificar o látex e até furálo, o que faria você estar desprotegido(a) na relação sexual.

Depois disso, veja o lado certo para a camisinha desenrolar.

Tire o ar da ponta da camisinha, Isso facilita que ela estoure. Coloque-a sempre com o pênis ereto, para evitar que ela aperto posteriormente.





Preservativos femininos: Eles existem.

O preservativo feminino é um material de plástico, maior e mais largo que o masculino. Ele deve ser introduzido na vagina. A extremidade fina ficará alojada no interior da vagina e outra para fora da genitália. Muitos casais podem usar os dois preservativos ao mesmo tempo. Isso não é indicado, pois os dois podem entrar em contato e rasgarem.





Onde comprar a camisinha.

As pessoas só não podem dizer que não encontraram onde comprar camisinha. Elas estão disponíveis em todos os cantos, até mesmo em lojas de conveniência em postos de combustíveis. Para aqueles que não querem pagar por elas, podem ir direto a um posto de saúde. Todos estão habilitados a entregarem as camisinhas gratuitamente e tem um vasto estoque lhe aguardando.

Vídeos sobre a camisinha e temas relacionados.


O USO DE CAMINHA NÃO TEM CONTRA-INDICAÇÕES.


Receba por e-mail