terça-feira, 8 de maio de 2012

Bicho de pé ainda é muito comum no Brasil





Aprenda como tirar o bicho de pé e fazer o tratamento correto para o local afetado




Caminhas descalço na areai é muito relaxante, porém urina e fezes 
de animais podem fazer com que você pegue bicho de pé 
e outras doenças
Você identificou uma manchinha preta em seus pés. Ela aumentou, ganhou novas formas, coça? Fique atento(a), você pode estar com bicho de pé!
Também conhecido como tunga penetrans, o  bicho-de-pé é um inseto sifonáptero da família dos tungídeos. Sua origem se deu no Sul da América, em zonas rurais, sem data precisa.

Como em outras doenças, a fêmea do tunga penetrans, como o nome lembra, penetra na pele dos indivíduos, geralmente no pé, devido ao contato com o solo, causando coceiras e ulcerações. Assim, a pessoa pode pegar outras infecções e ter um quadro de saúde modificado O portador de bicho de pé é tido como alguém com tungíase. O tétano é uma das doenças que podem surgir a partir do bicho de pé.


Sintomas do bicho do pé.
O bicho de pé, quando penetra na pele do ser humano, causa muita coceira, devido a liberação de substância que o permitem acessar os tecidos do corpo humano. Sendo assim, o sintoma inicial é a coceira localizada e freqüente em determinada região do corpo, geralmente, no pé. Depois da coceira, o bicho irá produzir ovos, é onde acontecer ulcerações. Se depois da coceira, o local afetado produzir pus, a pessoa pode ir ao médico que, com certeza, está com bicho de pé.
Tratamento do Bicho de pé.

Para muitas pessoas antigas, basta uma agulha quente e uma pinça que a micro cirurgia já é realizada. E de fato, assim o é. No entanto, sempre valem cuidados de higiene com os matérias. A pessoa precisa retirar o bicho de dentro da pele, e depois higienizar o local afetado, para que o risco de infecção seja eliminado. Depois disso, basta a pessoa se cuidar que as defesas do organismo fazer todo o resto, até a cicatrização da área afetada.

Tratamento para bicho de pé.
O tratamento para o bicho de pé é um processo simples. O principal fator é a descoberta do inseto. Depois disso, é muito tranqüilo. Após a descoberta, é realizada uma assepsia em todo o pé com álcool 70% (assepsia cuidadosa têm como objetivo evitar ou diminuir os riscos de complicações decorrentes, bem como facilitar o processo de cicatrização ) e removê-lo com um instrumental esterilizado, como já dito anteriormente.

Vídeo de como tirar o bicho de pé.



Receba por e-mail