segunda-feira, 6 de maio de 2013

Tudo sobre o manjericão







O manjericão de folha-larga, também conhecido apenas por manjericão ou basílico, é uma planta cujas folhas e flores são utilizadas n preparo de chás, por suas propriedades tônicas e digestivas. Além de analgésica, antitérmica, antisséptica, emanagoga e expectorante, é indicada ainda para problemas respiratórios e reumáticos e nas infecções da pele, rachaduras nos mamilos, bronquite, cólicas, febres, flatulência, insônia e reumatismo.

Foi demonstrado que o manjericão protege contra o crescimento de bactérias indesejáveis. Estas propriedades antibacterianas não estão relacionadas com os flavonoides, mas sim com os seus óleos voláteis, que contêm estragol, linalol, cineol, eugenol, sabineno, mirceno e limoneno.

Dicas da vovó: O chá de manjericão ajuda a diminuir a febre e alivia os sintomas de gripes, resfriados, congestão, tosse e dor de garganta.

Contraindicações: aconselha-se sua utilização na gestação apenas sob supervisão médica.

Suas folhas são conhecidas como um natural e suave sedativo para tratar de enjoos, vômitos e dor de estomago. É, também, usado como um repelente natural de insetos.

Manjericão ou alfavaca?

Segundo o site memória culinária, deve-se usar os dois. São a mesma erva. Tinha ficado incomodada com a afirmativa de uma amiga que aquele pé maravilhoso de manjericão no jardim da casa juntinho do alecrim, da salsinha e da lavanda, não era manjericão e sim, alfavaca.
Pensei: meu deus, quando fiz meu primeiro molho pesto, lá em Ouro Branco na praça de eventos que é rodeada por pés idênticos a este que estou vendo aqui, era de alfavaca? Olhava para aquele vaso de vidro que ela ajeitou cuidadosamente deixando enfeitar a mesa e perfumar o ambiente com as folhas iguaizinhas do manjericão e pensava: alfavaca? Quando cheguei em casa fui consultar, peguei meu livro: Memória Culinária: Coisa de Vó, que tem sua parte em curiosidades sobre ervas e encontrei:
Manjericão
Denominada erva dos reis na Grécia Antiga. Suas flores são pequeninas e lilases e as folhas ovaladas. Tem sabor suave e picante. Seu nome científico é Ocimum basilicum e também conhecido como alfavaca ou alfavaca cheirosa. :) Em francês chama-se basilic, em espanhol, albahaca e em italiano, basilico. É o principal componente do molho pesto... Seu chá também é utilizado em casos de problemas digestivos e é uma planta de fácil cultivo em vasos e jardins.
A memória prega umas na gente, não é mesmo? Pesquisei sobre algumas ervas quando estava preparando o livro, em 2005, fiz minhas anotações, escrevi sobre, editei e esqueci.
Taí mais um registro pra não esquecer e apreciar ainda mais o uso desta erva aromática, que possui propriedades analgésica, anti-séptica, calmante e diurética!

Como plantar o manjericão?

É muito simples plantar manjericão: O manjericão, depois que vira arbusto, seca rápido. Por isso, muita atenção. Pegue alguns galhinhos de manjericão e tire as folhinhas do caule, deixando apenas as do topo para colocá-las num copinho com água. É necessário tirar as folhinhas da base para que essas não roubem a maior parte da água e assim impeçam que as folhas e a parte do caule do topo murchem, podendo não sobreviver muito tempo:


Uma quantidade média de água que deve ser trocada 2 vezes na semana:


Depois de duas semanas, os caules de manjericão já criaram raízes e serão mais bem sucedidos na terra: O manjericão costuma virar arbusto se tem terra suficiente pra isso. Num vaso pequeno ele cresce alto e chega a um ponto que alerta para a troca de novas folhas para um novo plantio.

Receba por e-mail