quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Como comprar o óculos certo



 

Aos poucos você percebe um desconforto ao observar as coisas. O rosto de seus colegas já não é tão nítido. As cores parecem ter perdido a vida e dores de cabeça surgiram, acrescidas de constantes desconfortos. É, realmente você pode estar com problemas na visão.

Para muitos, uma pequena adaptação. Para outros, o fim do mundo.

Muita gente tem o hábito de comprar suas lentes e aros em função da estética. No entanto, elas precisam se encaixar em muitos outros padrões, para que ao usar, a pessoa possa sentir conforto e então ter a alto estima elevada.
Foi pensando nesse tema que o Proporção de Vida encontrou na internet dicas a serem levadas em consideração na hora de comprar seu óculos.
Veja:
1. Quando os graus de falta de vista são muito grandes, o ideal é pedir por lentes com alto índice refrativo. Isso torna o óculos mais suave, visto que a espessura das lentes são maiores.
2. O sol é um vilão que está presente em boa parte do dia, no entanto, mesmo quando ele já está fraco, os raio UV continuam passeando. É por isso que seu óculos deve ter proteção UV. Ela não é destinada apenas a óculos escuros e se for inserida eu seu óculos habitual, a pessoa não precisará toda hora ficar trocando. Peça óculos convencionais com proteção UV.
3. Uma boa maneira de ter conforto é adquirir lentes fotossensíveis – Ela vão mudando de cor a medida que absorvem a exposição solar. Com isso, dependendo do sol, a lenta fica mais escura ou clara, protegendo melhor sua visão.
4. Uma boa dica para as pessoas que possuem problemas de visão tanto para longe como para perto é a lente multifocal. Com ela você poderá enxergar bem em ambas as situações dependendo onde irá direcionar seu olhar. Geralmente em cima é para enxergar longe e embaixo para perto. No entanto vai um alerta. Nem todas as pessoas se acostumam a esse tipo de lente. A melhor coisa a fazer é perguntar a colegas que usam os prós e contras. Caso você se adapte, economizará dinheiro, pois não precisará de dois óculos. No entanto se não der certo, gastara o triplo porque além do multifocal, terá que mandar fazer duas novas lentes. A dica é sempre experimentar antes de fazer uma peça definitiva
5. Uma restão muito relevante é a durabilidade de uma lente. Algumas pessoas podem precisar do óculos para trabalhar em serviços pesados. Sendo assim, aumenta a probabilidade de atritos da lente, bem como seu desgaste. Nesses casos, lentes de policarbonato são mais resistentes e, portanto, indicadas para crianças e quem pratica esporte, que trabalha no pesado, etc. Vale ressaltar também que alguns produtos químicos são corrosivos. Quando você foi esterilizar algum ambiente da sua casa, certifique-se de que nenhum líquido vá entrar em contato com a lente. As lentes de policarbonato são mais caras que a convencional, mas seu custo beneficio vale a pena nos casos citados acima.
Enfim. Colocar um óculos não é tarefa fácil. A estética, por mais importante que seja, não é a única parte do processo. Você precisa estar atendo as suas necessidades e montar a sua para melhor custo benefício. Uma dica fundamental é procurar um profissional de sua confiança. Se o encontrar, com certeza vai sair da loja com sua necessidade suprida.

Vale lembrar também que quanto mais itens sua lente tiver, maior será o preço. No entanto a pessoa precisa estar ciente que isso não é um gasto, e sim um investimento. Investimento em qualidade de vida e na segurança na realização de tarefas.  

Não tenha vergonha de usar óculos. Infelizmente nem todos os casos possibilitam o uso de lente. Aos poucos, você vai ver que já não existe mais o jargão quatro olhos e que o óculos é hoje, sinônimo de inteligência e em muitas ocasiões, de charme.

Receba por e-mail