quarta-feira, 20 de julho de 2011

Dieta para gastrite



Nada mais incômodo do que se alimentar e sentir-se mau instantes depois. Aquela azia e o desconforto estomacal não param. Cuidado. Isso pode ser gastrite.
A inflamação da mucosa estomacal, doença denominada Gastrite, pode ser muito bem prevenida com uma alimentação balanceada e que preserve o seu organismo. Foi pensando nisso que o Proporção de Vida traz até você algumas dicas para uma dieta contra gastrite.

Antes de indicar uma gama de alimentos benéficos ao organismo, todos precisam saber o que não podem ingerir, para que o quadro não se agrave. Evite consumir:

· Café, chocolate, chá  (mate, preto e hortelã), refrigerante, menta ou bebidas mentoladas;
· Álcool e cigarro;
· Frituras e gorduras (abacate e manga);
· Massas e doces (feitos com farinha de trigo);
· Frutas ácidas: laranja, limão, tangerina, abacaxi, maracujá;
· Temperos fortes: vinagre, limão, pimenta, pimenta-do-reino, alho, cebola, mostarda, catchup, conservas, embutidos (salsicha, salame, lingüiça);
· Alimentos indigestos: pepino, tomate, beringela, pimentão, melancia;
· Anti-inflamatórios: corticóides, AAS, aspirina, cataflan, voltaren, etc.

Se afastando dos itens acima, é hora de você saber o que pode fazer parte do seu cardápio. A dica é saber quando tem de caloria cada, item, para que você não venha a engordar ou se alimentar demasiadamente. A dica é sempre procurar um nutricionista de confiança para uma dieta balanceada, pois os textos na internet servem, em muitos casos, apenas para oferecer informação.

Base alimentar para Dieta contra gastrite

· Comer devagar e mastigar bem os alimentos;
· Não ficar de jejum mais que quatro horas, alimentando-se, pelo menos, seis vezes ao dia ( a cada 2 horas);
· Leite desnatado, 1 a 2 copos ao dia, podendo adicionar frutas, sabor morango, côco, groselha, açucar queimado, canela, mel, cereais, neston, sustagen, ensure... (exceto chocolate e café);
- Iogurt activia (pouco);
· Leite de soja, podendo ser com sabor (ades, purity, ...);
· Chá, exceto: mate, preto e hortelã;
· Suco de frutas (exceto as cítricas);
· Frutas: mamão, melão, maçã, pera, morango, banana-maçã, pêssego, ameixa, caju, acerola, goiaba, caqui, etc;
· Cereais: farelo de trigo, gérmen de trigo, aveia, granola, musli, all bran;
· Pão francês sem miolo, uma fatia de pão integral ou de centeio;
· Torrada, bolacha de água e sal, bolacha de fibras;
· Queijo branco e magro, requeijão light, ricota, presunto de peru, frango desfiado, atum na água;
· Mel e geléia;
· Arroz, feijão;
· Saladas com legumes, verduras, grãos (ervilha, lentilha, milho, etc);
- Temperos: sal, tempero verde, azeite de oliva, shoyo, orégano, ervas finas;
· Carne magra: na chapa, grelhada, assada ou cozida;
· Gelatina, sagu, manjar, pudim ( sem farinha), cremes, frutas cozidas (em pequena quantidade);
- Salada de frutas, podendo acrescentar clara em neve.

As dicas desse post foram baseadas em texto divulgado no blog: ConhecerSaúde.com

Receba por e-mail