quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Manual da menopausa – O que é? Sintomas - Prevenção e Exercícios Físicos









Muitas mulheres começam a identificar mudanças no seu corpo com o passar do tempo e temem a menopausa, um processo comum mas que é cheio de mitos. O que muitas são sabem é que a maturidade pode ser muito produtiva. É pensando nisso que o Proporção de Vida criou um manual da menopausa, para ajudar as mulheres a melhor receberem essa etapa da vida. Vamos às informações.

O que é a menopausa?

A menopausa é um processo de transição que toda mulher terá um dia. Como toda mudança é difícil no começo, ela pode sentir os desconfortos. Esse é o período em que a mulher ultrapassa a fase reprodutiva e chega até a pós-menopausa. Entende-se por menopausa, a última menstruação que a mulher tem. Esse período começa pouco antes dos 50 anos e pode durar até depois dos 60. As funções ovarianas vão sofrendo mudanças e os hormônios também. Com isso a mulher pode sentir muitos desconfortos.

Sintomas na menopausa?

Ondas de calor são muito comuns com mulheres em pleno processo. Elas podem também transpirar, ter tonturas e palpitações, suarem durante o sono, terem depressão ou se irritarem facilmente. Os órgãos sexuais começam a mudar e a mulher precisa se preparar para uma nova fase da sua vida. E não é com chocolate que o quadro vai mudar.

Indicações para mulheres em processo de menopausa.

Quando o assunto é a menopausa, o acompanhamento médico é fundamental. A mulher precisa tirar suas dúvidas com o especialista. As indicações são:

- beba bastante água, principalmente após exercícios físicos;
- use roupas leves e procure ambiente fresco e ventilado;
- pratique exercícios leves regularmente. Caminhada, natação e dança ajudam a fortalecer os músculos,
- evite fumo, álcool ou outras drogas
- faça refeições mais leves e mais frequentemente
- tome sol.

A menopausa deve ser compreendida como um processo natural. Por isso, aceite que você está ficando mais madura e procure aproveitar a vida. Independente da idade, você pode sempre estimular seus sentimentos e também seus desejos. O prazer está em várias coisas e você precisa encontrar sempre um estímulo

Um dos principais aliados da menopausa é a atividade física. Quando a pessoa tem uma vida ativa, ela sente menos os sintomas do envelhecimento. A dica é sempre procurar um profissional qualificado. Ele irá testar sua aptidão física, definindo a capacidade que você tem para a prática de atividades. Depois, ele irá indicar a atividade correta para o dispêndio de energia. E, por final, você terá um treinamento completo, com um conjunto de atividades que serão realizados em detrimento de uma meta particular. Ou seja, você irá combater os sintomas da menopausa. É comprovado que as atividades atuam positivamente na menopausa:

Melhor aptidão motora e física, garantia de segurança nas Atividades de Vida Diária (AVD), implementa a autonomia e independência, promove a saúde através da redução do risco de desenvolvimento das doenças, retarda a progressão e complicação das doenças crônicas, promove benefícios nos componentes psicológicos e afetivos e cria o cenário adequado para a integração social.

Existem também diferentes características dos exercícios.

Exercícios aeróbios: são aqueles que envolvem grandes grupos musculares, com movimentos repetitivos e baixo consumo energético, o que permite que sejam praticados por longo período de tempo. Como exemplos temos caminhada, natação, ciclismo, corrida, remo.

Exercícios resistidos: (com pesos ou musculação) aumentam a massa muscular e a força dos músculos esqueléticos. Outro atrativo é que determinam resultados em curto prazo, quando comparados com outras modalidades. Exigem supervisão especializada e equipamentos adequados para aliar eficácia ao baixo risco.

Exercícios localizados: são também utilizados para manter e desenvolver a força e resistência de um determinado grupo muscular. Permitem apenas um pequeno ganho de massa muscular, devido aos pequenos pesos utilizados nas atividades e, por isso, costumam servir de base para outras atividades físicas como a musculação e exercícios aeróbicos em geral.

Hidroginástica: tem como principal característica a segurança, por diminuir o impacto articular em função da menor ação gravitacional. Isto permite que a atividade seja realizada com muito menos desconforto por aqueles que apresentam artralgias funcionais. Com isso, pode ser utilizada para melhorar o condicionamento físico, a postura, a coordenação motora, o equilíbrio e a função pulmonar. Para incrementar o efeito sobre a força muscular e a massa óssea devem ser utilizados dispositivos que criam maior resistência ao movimento. Geralmente promove um benefício adicional pelo conforto advindo do contato com a água climatizada.

Dança: (moderna ou de salão) desenvolve a coordenação motora, melhorando a propriocepção e permitindo grande interação psíquica e social. Sua grande aplicabilidade decorre da freqüente lembrança que este grupo etário tem da sua juventude, participando de bailes ou de outras reuniões musicais. Feita com regularidade, de forma contínua por 30 a 60 minutos e com orientação, seus efeitos se aqui valem às demais atividades aeróbias.

Exercícios de alongamento muscular: promovem a flexibilidade dos diversos segmentos, favorecendo a mobilidade e a coordenação motora.

Ioga e tai-chi-chuan: são bons exemplos de atividades recomendadas para reeducação postural, melhora da flexibilidade, da coordenação motora e da consciência corporal.

Depois de todas essas considerações, vale lembrar que um bom programa de exercícios para combate aos sintomas da menopausa, busca o equilíbrio dos exercícios aeróbicos de baixo impacto, com o fortalecimento muscular e exercícios de equilíbrio e coordenação. Vá para a academia e lembre-se, fazer exercícios é um prazer



Vídeos sobre a menopausa.


Receba por e-mail