segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Cuidados com os pés – Aprenda a protege-los





Aprenda a manter os pés sempre fortes, pois eles sustentam toda a sua estrutura


Os pés são muito exigidos pelas pessoas. Eles suportam toda a estrutura corporal e são fundamentais para diversas tarefas realizadas diariamente. Mesmo assim, é difícil reconhecer um brasileiro apaixonado por pé ou que lhes dá a devida atenção. Por isso, o Proporção de Vida criou um manual do pé, lhe ensinando a cuidar dele com carinho.

O primeiro passo para cuidar dos pés e examiná-los diariamente. Observe-o atentamente. Verifique a presença de edema (inchaço), mudança da coloração, temperatura da pele, rachaduras, pele seca, descamação, fissuras, bolhas, calos, feridas, alteração nas unhas e micoses (frieiras);

Se sentir algum desconforto que se torna importuno e vem prejudicando suas tarefas diárias, procure um especialista. Se for impossível verificar seus pés, utilize espelho ou peça ajuda para alguém.

Dicas básicas para cuidados com os pés.

Mantenha-os limpos: Lave diariamente seus pés em água corrente e morna (verifique a temperatura da água com as mãos), e evite deixá-los em imersão, pois poderá ressecá-los. Prefira sabão neutro. Seque seus pés com cuidado, especialmente entre os dedos. Use toalhas macias para secá-los.

Atividade física e os pés: Converse com um profissional de saúde para planejar um programa de atividade física mais adequado para você. Caminhar, dançar, nadar e andar de bicicleta são boas formas de atividade física que não agridem seus pés. Evite atividades físicas que agridam seus pés, tais como: correr e pular. Quando você corre a pressão em seus pés pode aumentar 3 a 4 vezes. Sempre faça aquecimento antes de iniciar a atividade física e relaxamento ao terminar. Use roupas e calçados adequados à sua prática desportiva.

Mantenha a boa circulação dos seus pés: Evite cruzar as pernas por longos períodos, movimente seus pés por cinco minutos, duas a três vezes por dia; movimente seus dedos abrindo e fechando, para cima, para baixo. Repita dez vezes. Movimente seus pés e tornozelos para cima, para baixo, para dentro e para fora. Faça também movimentos circulares no sentido horário e anti-horário. Lembre-se que fumar reduz o fluxo sanguíneo para seus pés. Peça ajuda para parar de fumar.

Use meias e sapatos adequados: Use sempre calçados macios, não use sapatos apertados e evite o uso de sandálias. Prefira calçados de couro, solado mais espesso, ponta arredondada, salto baixo (de preferência até 4 cm), sem costuras ou rugosidades internas. Verifique o interior dos calçados antes de usá-los. Tenha o hábito de limpar os calçados internamente, expondo-os ao sol. Procure alternar o uso de sapatos. Use meias de algodão, de preferência sem costuras e confortáveis, evitando elásticos apertados e, no inverno, se necessário, use meias de lã. Troque as meias diariamente, nunca remendando-as, e sim comprando meias novas.

Dúvidas precisam ser sanadas: É preciso procurar um especialista em casos estremos de desconforto no pé. Procure formar o hábito de tirar os sapatos e as meias a cada consulta médica ou de enfermagem para serem examinados.

Mantenha os pés aquecidos:  Para aquecer os pés use meias de lã ou cobertor. Evite o uso de bolsas de água quente, travesseiros térmicos ou escalda pés.

Hidratação: Passe um creme hidratante diariamente na parte superior (dorso) e inferior (planta) dos pés, evitando passá-lo entre os dedos. Prefira cremes a base de lanolina. Aproveite este momento para massagear seus pés.



Principais problemas nos pés:

Psoríase: A psoríase é uma coceira constante que ataca os pés e intensifica-se nos dedos. Ela ocorre pelo cansaço do parte corporal. Usar meias durante longos e seguidos períodos, bem com o tênis podem acarretar. O tratamento é fundamental. Se a psoríase não for tratada pode acarretar até em problemas ósseos.

A psoríase é a união de várias doenças inflamatórias em uma só. Para tratar a psoríase, só indo a um podólogo.

Bolhas: A Bola é um acúmulo de fluido entre as camadas interna e externa da pele. O que origina as bolhas é o uso de calçados apertados, queimaduras ocasionadas pelo frio, doenças na pele, alergias e irritações provocadas por agentes químicos.

Para prevenir as bolhas, use meias confortáveis, higienize os pés com cremes diariamente, passe vaselina entre os dedos, toma banhos curtos e não abuse da água quente. Quando se banhar, não saia para caminhar logo em seguida.

Calos: o calo é provocado por pressão sobre um ponto da pele que provoca uma isquemia (não há suprimento sanguíneo no local) do tecido. Como não há essa pressão o calo aparece. Calçados apertados, bico fino, curto, salto alto são contra indicados. O uso em ocasiões especiais pode ser indicado, no entanto, não por muito tempo.

Pé de atleta: O pe de atleta ataca mais os homens que as mulheres e é muito comum, caracterizando-se por uma micose infecciosa de fácil tratamento. O problema é causado por fungos, que atacam, geralmente, os dedos das pessoas. Os principais cuidados são lavar bem os pés, usar cremes hidratantes antes de dormir, lavar bem os calçados e usar meias confortáveis.

Rachaduras: Elas são mais comuns nas mulheres e se caracterizam pela falta de hidratação da pele. Usar cremes e fazer a higiene diária dos pés resolvem o problema. A prevenção pode evitar muitas dores.

Essas são apenas algumas dicas para cuidar dos seus pés em todas as épocas do ano e dar mais saúde a sua vida.

Saiba mais sobre os cuidados necessários com os pés.



Receba por e-mail